Grupo Rio Quente atinge recorde de vendas em julho

Daniela Rocco, Flávio Monteiro e Flavia Possani do grupo Rio Quente

O grupo Rio Quente anunciou na manhã de ontem, quinta-feira, dia 3 de agosto, o registro de números recordes em vendas e em ocupação no mês de julho de 2017. O comunicado foi feito pelo diretor de Experiência, Marketing e Vendas da empresa, Flávio Monteiro, durante evento realizado para a imprensa em São Paulo.

Situado na cidade de Rio Quente, em Goiás, o complexo teve ocupação de 90% nos sete hotéis durante o mês de férias. Foram 207 mil visitantes, ante a 200 mil no mesmo período do ano anterior. “Chamamos de julho histórico. Todos os indicadores de performance foram excelentes”, declarou Monteiro durante o encontro, que também teve a presença da gerente de Experiência e Marketing do grupo, Flavia Possani, e da gerente de Experiência em Vendas Nacional, Daniela Rocco.

Segundo o diretor, os bons resultados podem ser atribuídos a campanha de incentivo às vendas #20Vender, lançada pela empresa no dia 12 de junho. A principal meta da ação é elevar em 20% a receita do grupo até o final do ano. No primeiro semestre, a receita já foi 19% maior que a de 2016. Outro objetivo do grupo para 2017 é tornar mais próximo o relacionamento com o trade turístico.

CLUBE DE FÉRIAS, PARQUES E VOOS EXTRAS

O Parque das Fontes (foto divulgação/Rio Quente Resorts)

A receita da unidade de negócios Vacation Ownership também foi destaque em julho, sendo 18% maior que a atingida no mesmo período no ano passado. Já o Rio Quente Vacation Club, clube de férias do Rio Quente Resorts, teve receita de R$ 39 milhões, valor 22% superior ao de 2016. Em julho, tiveram início, ainda, as vendas do InCasa Residence Club, empreendimento de tempo compartilhado no modelo fractional, que atingiu R$ 2,5 milhões em vendas.

Além dos sete hotéis, o complexo conta com três parques. Entre eles está o Hot Park, que recebeu 84 mil visitantes em julho, 5 mil a mais do que o previsto para o mês. O parque deve ganhar uma nova atração no final de 2018 ou no início de 2019. “Há dois anos inauguramos o Hotibum, que foi um sucesso. Entendemos que a cada três ou quatro anos precisamos inaugurar uma nova atração”, declarou Monteiro.

A atração Hotibum do Hot Park (foto divulgação/Rio Quente Resorts)

O grupo freta voos partindo de São Paulo para Goiás. Recentemente, a empresa também deu início ao fretamento de voos partindo de Porto Alegre, de Curitiba e do Rio de Janeiro. “Nós já somos um dos maiores fretadores de voos nacionais. Temos aproximadamente 400 voos anuais partindo de Congonhas e Cumbica para lá. E então nós entendemos também que poderíamos, por meio de um trabalho comercial, implantar esse mesmo conceito de voo exclusivo em outras praças”, diz Monteiro.

O objetivo é atrair novos mercados, além de São Paulo, Brasília, Goiânia e da região do Triângulo Mineiro, que são os principais emissores. Os novos voos, partindo de Porto Alegre, Curitiba e Rio de Janeiro, tiveram ocupação média de 95%. “Isso demonstra a força da nossa marca em outras regiões do Brasil”, afirma o diretor. Após a divulgação do complexo no País o foco será a América do Sul. Antes, no entanto, Monteiro afirma ser necessário expandir a estrutura do complexo, para que a experiência oferecida não seja prejudicada.

O projeto de expansão inclui a construção da Hot City, que terá uma casa de espetáculos e novos restaurantes e atrações. As obras de acesso para o novo empreendimento já começaram.

Site: www.rioquenteresorts.com.br.

Sanchat – Cuba
Avianca OutubroTarifa

Assine nossa newsletter

Verifique os dados digitados no formulário