Rota francesa para Compostela revela “pérola”

Turistas caminham em ruela de Saint-Guilhem-le-Désert: cidade com apenas 200 habitantes

Turistas caminham em ruela de Saint-Guilhem-le-Désert: cidade com apenas 200 habitantes

CLAUDIO SCHAPOCHNIK
Enviado a Saint-Guilhem-le-Désert/FRANÇA

A região de Languedoc-Roussillon-Midi-Pyrénées, no sul da França, tem várias microrregiões. Em uma dessas, a do Vale do Rio Hérault, há uma preciosidade, uma verdadeira pérola. Trata-se de Saint-Guilhem-le-Désert, fundada na Idade Média, integrante de um dos caminhos para Santiago de Compostela, na Espanha – que começa em Arles – , e Patrimônio Mundial da Unesco. Dista 43 quilômetros de Montpellier.

No dia em que visitei essa verdadeira joia, em abril passado, havia uma interdição na rodovia que corta Saint-Guilhem-le-Désert. Era uma prova de ciclismo, uma das paixões dos franceses quando o assunto é esporte.

O plano urbano da cidade

O plano urbano da cidade

Sinalização do Caminho de Santiago de Compostela

Sinalização do Caminho de Santiago de Compostela

Mas assim que os ciclistas passaram velozmente, alguns deles xingando alguns motoristas que desrespeitavam o isolamento na estrada, e eu entrei na área urbana da cidadezinha… Voltei séculos atrás. E mais: calçadas e ruas limpíssimas e prédios públicos e privados com a manutenção impecável, assim como os jardins e as floreiras.

Floreiras carregadas são vistas em vários pontos da cidade

Floreiras carregadas são vistas em vários pontos da cidade

Saint-Guilhem-le-Désert, contou a minha guia de turismo Céline, foi fundada no século 8 ou 9 com a construção de uma abadia – cujo edifício está lá até hoje ocupada por monjas que vivem reclusas. Os religiosos queriam um lugar calmo, deserto de seres humanos – daí o “Le désert” (o deserto, em francês) do nome do município.

Vista da abadia local, construída na Idade Média

Vista da abadia local, construída na Idade Média

Rodovia que vai para Saint-Guilhem-le-Désert passa por ponte que atravessa um cânion: região tem bela natureza

Rodovia que vai para Saint-Guilhem-le-Désert passa por ponte que atravessa um cânion: região tem bela natureza

COR OCRE É ONIPRESENTE
Atualmente a cidade soma apenas 200 habitantes e é conhecida pela produção artesanal de peças decorativas e artigos alimentares. O município vive 100% do comércio e, sobretudo, do turismo.

Todos os imóveis têm a mesma cor

Todos os imóveis têm a mesma cor

As casas e os pequenos edifícios das ruelas locais são revestidos, na grande maioria, de pedra. Uma coisa em comum é a cor: seja a pedra ou a pintura, tudo é ocre. Há uma padronização urbanística assim como há, por exemplo, na capital do Estado de Israel, Jerusalém, também toda ocre, e em Marrakesh, no Marrocos, onde a única cor é o vermelho.

A FLOR DA PREVISÃO DO TEMPO
Uma coisa me chamou a atenção e perguntei para a Céline. Em muitas casas, os moradores pregam uma flor que faz “a previsão do tempo”. É a cardabelle: quando está aberta o tempo será bom, ou seja, com sol; quando está fechada, o tempo pode ficar nublado, fazer frio ou chover. Como isso ocorre… Sei lá, mistérios da natureza!

Uma cardabelle na porta de uma residência:  previsão do tempo que não erra

Uma cardabelle na porta de uma residência: previsão do tempo que não erra

A rua principal leva a uma simpática praça, com acesso à igreja e a algumas lojas, cafés e restaurantes. Novamente: tudo limpo e bem conservado. Não havia muito tempo, mas a vontade era sentar na mesa de um café e ver o tempo passar naquela agradável praça, naquela joia de cidade.

A simpática pracinha local

A simpática pracinha local

A torre da igreja

A torre da igreja

Interior da igreja...

Interior da igreja…

...e o lindo órgão

…e o lindo órgão

No retorno, quase no final de única rua principal de Saint-Guilhem-le-Désert, vejo um doce numa lojinha que parecia ser uma delícia – e é uma delícia. Oferecido por um operador de turismo do Rio de Janeiro, que comprou duas unidades, eu provei um pedaço e hummmmmm… Ótima!

Trata-se do oreillette, uma massa fininha de farinha de trigo e água de flor de laranjeira, entre outros ingredientes, que depois de frita é servida polvilhada com açúcar de confeiteiro.

O doce oreillette: uma delícia delicada

O doce oreillette: uma delícia delicada

Foi dessa forma, comendo oreillette, que deixei Saint-Guilhem-le-Désert, uma pérola francesa par excellence.

ASSISTA AO VÍDEO:

NA INTERNET:
Site: www.saintguilhem-valleeherault.fr
Turismo na região: www.destinationsuddefrance.com

A reportagem do TurismoEtc viajou a convite da Air France e Atout France, com seguro de viagem da Intermac Assistance

Dicas para planejar sua viagem

Quer ajuda para escolher seu hotel? Então, vá no Booking.com. Você consegue os melhores preços, não paga pela reserva e ainda pode cancelar quando quiser.

Quer rodar por ai sem depender das opções de transporte local? Alugue um carro com a rentcars.com e siga tranquilo.

Curta suas férias assegurado com a GTA Global Travel Assistance e evite a dor de cabeça em caso de acidente, doença, perda de mala ou outras emergências.

Procurando passagens aéreas? A Passagens Promo tem as melhores ofertas para destinos nacionais e internacionais.

Vai viajar para o exterior e não quer ficar sem celular? Pegue seu número internacional com a EasySim4You e garanta uma viagem tranquila. Informe TurismoEtc e garanta mais um desconto.

Compre aqui o seu ingresso de inúmeras atrações em Orlando, incluindo parques temáticos, shows e jogos como a NBA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas:

GTA Geral

Assine nossa newsletter

Verifique os dados digitados no formulário